Kocham Polskę

Nunca na minha vida a Polônia esteve no topo da minha lista de lugares para conhecer. Mas acabou chegando ao topo, e foi nesse país que passei os últimos quinze dias. E adivinha? Estou morrendo de vontade de voltar pra lá, de aprender a língua, de explorar todos os lugares que não consegui conhecer dessa…

Sem xampu e condicionador: é possível?

Desde que eu anunciei no facebook que havia parado de usar xampu e condicionador nos meus bebelos, muitas amigas vieram me procurar em pvt pedindo mais detalhes e também pedindo por esse post. Pois bem, aqui está. É difícil para mim, explicar de forma clara todas as coisas que me levam a tomar determinadas decisões,…

Os números de 2015

Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2015 deste blog. Aqui está um resumo: A sala de concertos em Sydney, Opera House tem lugar para 2.700 pessoas. Este blog foi visto por cerca de 26.000 vezes em 2015. Se fosse um show na Opera House, levaria cerca de 10…

Férias parte IV – Barco para Macapá

Voltei à minha rotina normal o que significa que os posts de relatos sobre as minhas férias estão cada vez mais difíceis de escrever, já que o tempo está apagando minhas memórias. Serão provavelmente cada vez mais curtos, pois. Dia 16 Finalmente, as 18h, consegui pegar o barco para Macapá. Me despedi novamente de Santarém…

Férias parte III – Monte Alegre e Oriximiná

Esse é o primeiro post que escrevo já estando de volta na minha cidade. Muitos sentimentos contraditórios. Cheguei em Blumenau e me apaixonei pela cidade de novo, achando tudo lindo, tudo novo, tudo colorido, ruas com calçadas (no centro né, sei bem que existe periferia em Blumenau), paisagens bonitas… Ou seja… Foi mais fácil voltar…

Férias Parte I – Rio de Janeiro

Acredito que não seja segredo para ninguém que tenha uma proximidade mínima comigo: sou completamente apaixonada pelo Norte do Brasil. E é amor verdadeiro mesmo, daquele tipo que me faz não conseguir conversar mais do que dez minutos com uma pessoa sem mencionar que a Amazônia isso, o Pará aquilo, quando eu fui pra Manaus…

O horror às DRs

A DR, a discussão de relacionamento, foi algo que eu odiei uma vida inteira. Como uma pessoa sempre super racional e nada emocional, com milhões de travas e couraças e mecanismos escondendo as coisas que eu sentia até de mim mesma, sentar e olhar no olho de outra pessoa para falar sobre nossa relação era…