Sem xampu e condicionador: é possível?

Desde que eu anunciei no facebook que havia parado de usar xampu e condicionador nos meus bebelos, muitas amigas vieram me procurar em pvt pedindo mais detalhes e também pedindo por esse post. Pois bem, aqui está.

É difícil para mim, explicar de forma clara todas as coisas que me levam a tomar determinadas decisões, porém eu vou tentar porque nesse caso considero importante.

Aos poucos conforme a gente vai lendo e ouvindo notícias e tentando se informar mais e melhor (tarefa bem difícil hoje em dia), ficamos sabendo de muita mas muita bosta. Muitas coisas nem parecem reais, mas as indústrias são tão podres que a gente também não duvida se forem verdade. Por exemplo, decidi parar de usar absorvente interno quando soube da possibilidade de choque tóxico e da presença de dioxina e glifosato neles (substâncias cancerígenas).

Mas, num primeiro momento, não foi exatamente a questão ~saúde~ que me fez querer me livrar do uso de xampu e condicionador. Foi a minha guerra declarada contra a indústria de cosméticos. Como feminista, passei bons anos da minha vida questionando, problematizando e pesquisando sobre todas as bostas que as indústrias de cosméticos fazem contra as mulheres, o quanto que a cultura da vaidade toma nosso tempo e dinheiro em propagandas ostensivas apontando defeitos em nossas peles, nossos corpos, nossas vaginas (!!!!!!!!!). Destroem nossa auto-estima todos os dias de todas as formas e nos fazem acreditar que a única maneira de restaurar essa auto-estima é consumindo seus produtos. VOCÊ SE AMA? ENTÃO CORRIJA-SE! Guarde essa informação.

industria-cosmeticos-tratamento-de-efluentes

Como vegana, também cansei de ficar sabendo de notícias terríveis sobre produtos testados em animais, ou que usam produtos de origem animal. O acesso a produtos verdadeiramente veganos no Brasil é difícil, seja pela dificuldade em encontrá-los, seja pela dificuldade em comprá-los, já que são sempre (muito) caros.

Eu já não uso maquiagem (a não ser em eventos muito raros) e tento levar a vida mais natural possível. Já havia parado de usar desodorante (devido a presença de triclosan e derivados de alumínio e por ser contra essa política de antitranspirante, deixa a minha pele respirar poxa!!!), então seguindo o passo-a-passo, o próximo nível era achar substituição natural para os produtos de cabelo.

Então, algumas amigas me recomendaram grupos de low e no poo no facebook. Lá fui eu pesquisar.

Entrei num desses grupos e logo encontrei um link para um vídeo explicando como fazer. UM VÍDEO DE MAIS DE VINTE MINUTOS. Não, querida, não vou assistir um vídeo de mais de vinte minutos. Tá bom, acabei assistindo. E achei uma bosta. E não lembro de quase nada, caso você esteja esperando ler uma super explicação aqui.

Basicamente o que eu entendi foi: nos xampus e condicionadores tem uma série de substâncias que lavam ~demais~ o cabelo, tirando dele toda a sua saúde supostamente natural. Além disso, essas substâncias são tóxicas e são absorvidas pela sua pele quando você enxágua, pior ainda por ser no banho onde seus poros estão super abertos. Daí tem uma lista enorme de substâncias a serem evitadas.

Então quando você opta em fazer no/low poo, você praticamente precisa virar uma expert em química capilar e passar horas lendo rótulos de produtos para evitar aqueles que tem tais produtos… MAS CONTINUA COMPRANDO PRODUTOS. E, novidade, produtos ainda mais caros, porque né, são produtos super especiais.

Lembra daquela informação lá em cima que eu pedi para você guardar? Então, resgate ela agora. Eu não quero comprar mais produtos de empresas capetalistas querendo lucrar em cima de nós mulheres (mesmo que disfarçadas sob boas intenções). E eu também não quero investir AINDA MAIS TEMPO decorando produtos listas procurando esses produtos super especiais em lojas especializadas ou mandando trazer dos Estados Unidos.

Eu não gosto nem de dizer que faço no poo. No poo é sim muito parecido com o que eu faço, mas além de ser um rótulo da modinha (não gosto) ainda exige algumas outras coisas daquelas que aderem, como o tal do cronograma capilar. Não quis fazer nada disso, então lavo o cabelo com algum produto só quando acho necessário, e vou improvisando. Muitas vezes dá bem errado, mas to aprendendo na prática mesmo.

Muitos grupos/páginas/mulheres recomendam fazer uma transição entre o uso de xampus e condicionadores normais para o não-uso. Também não quis fazer a transição, então quando meus últimos potes acabaram, simplesmente parei. E reconheço: não foi fácil. A reação do meu cabelo foi a esperada: completa revolta.

Os primeiros três meses foram meses em que eu simplesmente não podia soltar o cabelo porque existia uma papa no couro cabeludo. Muito, muito, muito oleoso. Li em alguns lugares que isso é normal, pois antes quem regulava a oleosidade do cabelo eram os xampus e condicionadores, então agora meu couro estava aprendendo a fazer isso sozinho e olha… Coitado. Dele e de mim, né. Resisti.

A receita que eu uso é a básica que você que chegou até aqui (ou seja, interessada no assunto) já deve ter visto em tudo que é lugar: lavo com 2 cc de bicarbonato de sódio + 200ml de água, deixo agir 5 minutos enxáguo. Condiciono com 2 cs de vinagre de maçã + 200ml de água, deixo agir 5 minutos e enxáguo. Fim.

No começo eu estava fazendo isso todos os dias, o que segundo minhas amigas foi o que ocasionou a oleosidade exagerada. Passei a fazer uma vez por semana, também não ficou bom. Agora faço quando acho necessário, quando sinto que o cabelo está ficando muito seco. E tem sido ótimo! Claro, tem dias e dias, às vezes ele não fica aquela coca-cola toda, mas eu tento respeitar as vontades dele, afinal, temperatura e umidade do ar também devem interferir no estado do cabelo…

Às vezes quando ele fica muito danificado, faço uma hidratação. Já fiz duas vezes, com babosa. Bato o miolo de uma folha de babosa em 200ml de água e deixo no cabelo por 40 minutos. Não faz nenhum milagre, e é óbvio que uma coisa cheia de química e produtos bizarros faria. Mas demora mesmo para o cabelo recuperar o vigor natural, e eu sou uma pessoa bem paciente.

Teve um dia em que meu cabelo acordou muito ressecado, daí passei um pouco de óleo de coco e olha, recomendo tomar muito cuidado com o óleo porque meus fios ficaram embanhados demais e eu passei muito pouco. Então passe menos que pouco!

Para quem esperava um super guia completo com FAQ sobre técnicas e métodos para o cabelo ficar maravilhoso da noite para o dia, infelizmente não sei nada disso. Meu cabelo é liso, oleoso na raiz, seco nas pontas, lavo ele todos os dias devido à atividade física e também faço natação 2x por semana, o que deve interferir na saúde dele por conta do cloro, então leve isso em consideração. Acho que minha receita não serve universalmente, tem muitos blogs explicando como fazer se seu cabelo for cacheado ou crespo ou seco e etcétera. Mas acho que vale a pena tentar, por você, pelo meio ambiente, ou para ajudar a derrubar a indústria cosmética.🙂

4 comentários sobre “Sem xampu e condicionador: é possível?

  1. Gê, uma coisa não entendi: você lava os cabelos todos os dias. Mas você não usa o bocarbonato e vinagre pra lavar todos os dias? Você lava só com água?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s