6 meses sem cigarro – e eu fiz ser mais fácil!

Eu achei que seria difícil, eu achei que seria horrível, eu achei que talvez não fosse conseguir.

Eu já tinha parado de fumar antes, por um ano, em 2007. Foi o PIOR ano da minha vida. E quando eu digo pior, eu quero dizer o pior MESMO. Tudo deu errado, tudo na minha vida deu catastroficamente errado, eu não tive paz, eu estava em um relacionamento abusivo, eu era radicalmente diferente de quem sou hoje, eu tinha outros gostos, outras ambições, outros desejos, outros hobbies.

Compostos do cigarro

Mas é que eu já tinha parado de fumar pelo motivo errado: porque o então-namorado não gostava do cheiro. Não foi por mim, não foi pela minha saúde, não foi por esporte, não foi porque eu queria de verdade. Foi para agarrar meu homem. Chegou um ponto em que eu ficava satisfeita quando a gente brigava porque daí ele saía de casa e eu podia fumar e depois jogar na cara dele que tinha fumado de raiva. Veja você, a que ponto da insanidade chegamos. Mas, perdoe-me, afinal, eu disse ali em cima que era um relacionamento abusivo. Eu estava, de fato, psicologicamente abalada, emocionalmente dependente (e financeiramente também) e mais uma série de outras situações que só quem já esteve nos meus sapatos saberia dizer.

Como eu nunca antes havia querido parar de fumar, óbvio que foi uma experiência terrível. E sem nenhum tipo de bengala. Sem grupo de apoio, sem adesivos de nicotina, sem nada. Quando finalmente desisti de fumar só no pós-briga e assumir que era fumante novamente (ou ainda), um ano depois, decidi que nunca mais iria tentar parar. Porque fumar é tão bom, né?

Mas… Quem me conhece de perto sabe que a Geórgia de 1998 aos 16 é totalmente diferente da Geórgia de 2005 aos 23 que tornou-se OUTRA Geórgia em 2010. Se tem uma coisa que eu sei fazer como poucos nessa vida é mudar, mudar tudo, me reescrever. E nem precisa de uma catástrofe pessoal.

Então, aos poucos eu continuei mudando. Encontrei a Princesa, minha primeira gatinha, e fui me apaixonando por animais, o que me levou a desejar ser vegetariana. E essa coisa do vegetarianismo me levou a procurar alternativas politicamente corretas para tudo, e me engajou um pouco mais politicamente, o que me levou a sustentabilidade, o que me levou à questão de mobilidade urbana, o que me levou a decidir pela bicicleta como meio de transporte, o que me levou a gostar de atividades físicas, o que me levou a começar a correr, o que me levou a, além de ser vegetariana, querer comer mais e melhor e ser super saudável. Também parei de beber e de sair à noite, por conta dos treinos e competições.

Ou seja, de repente uma coisa levou a outra até que eu virei OUTRA pessoa – aquela pessoa que ninguém imagina nem acredita que possa fumar. Realmente, a cena era muito incoerente. EU me sentia errada. As pessoas me enchiam o saco mais do que o normal. “O que? Você? Vegetariana, atleta, fumando? Como pode?” Eu costumava responder que “eu tinha que ter algum defeito, né?”

Naquela noite em que eu decidi não sair de casa na chuva para comprar mais um maço de cigarros, eu realmente não tinha expectativa nenhuma de parar. Só queria ver o que ia acontecer se eu não comprasse. Só que conforme os dias passaram, parece que as coisas foram de encaixando. No final da primeira semana eu precisei usar o adesivo, e ele funcionou como uma benção, principalmente para o meu humor. Mas nem usei o adesivo até o final do tratamento (são 3 fases de adesivo, eu fiz apenas duas).

E hoje, quando eu olho para trás, não parece que essa pessoa que fumava era a mesma pessoa que está aqui hoje. É muito engraçado isso, essa sensação de ter tido duas vidas. Realmente nasci de novo!

Particularmente essa sensação, de ser uma pessoa que simplesmente não faz sentido nenhum em fumar, que está me deixando feliz nos últimos dias. Porque me dá a certeza de que essa mudança foi para sempre. Que se um dia por um acaso eu estiver em algum lugar e pegar em um cigarro, vai me dar uma sensação de descabimento tão grande que não vou acendê-lo. Estou me sentindo segura, e isso é muito, muito bom.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s