Presidiários – aqueles que não são humanos

Virou notícia, ficamos famosos. Yay, Blumenau na Globo!

Uma defensora pública, em visita surpresa feita ao Presídio Regional de Blumenau, no Vale do Itajaí, gravou as condições insalubres as quais os detentos são submetidos no local. Ratos, baratas, fezes no lugar onde os presos tomam banho, remédios vencidos e carne armanezadas em baldes são algumas das situações encontradas.

E eu mei que cansei de argumentar em status alheios no Facebook sobre porque presidiários devem ser vacinados ou pior, sobre porque presidiários não deveriam ser torturados. Mas acho que é mais ou menos assim mesmo que funciona essa militância de sofá. Status por status… É fácil para os meus nobres conterrâneos falar, do alto de suas cadeiras reclináveis em seus Facebooks no meio da tarde que eles estão em desvantagem com relação a presidiários porque presidiários ganham vacina e nós não é surreal demais para eu conseguir acreditar. Desvantagem? Você? Serião, manolo?

corinthians-libertadores-2012-torcida

Vamos lá então, dessa vez post por post.

1) Não entendo de que forma dar melhores condições pra presidiários significa tirar algum direito humano SEU.

2) Sem contar que é uma total ignorância sobre a FUNÇÃO SOCIAL do cárcere. Se prendemos alguém é com a intenção de soltá-lo depois (se não fosse, simplesmente mataríamos). Assim sendo, a função da prisão deve ser a de recuperação. As duas idéias são incompatíveis: tortura e maus-tratos + recuperação e “re-sociabilização”.

3) Sob nenhuma circunstância e em nenhuma condição é admissível q uma pessoa seja obrigada a dormir sobre suas próprias fezes.

4) O presídio de Bllumenau é o pior de Santa Catarina, mas o blumenauense acha q isso é motivo de orgulho. Porque nós sim sabemos punir nossos criminosos. A população está em polvorosa contra as melhorias anunciadas para o presídio. Penso então que, para o blumenauense, do jeito que está, está certo.

5) Rola demais nos comentários que vejo um certo desconhecimento “social” sobre criminalidade, o que leva ao crime, ou melhor, por que EXISTE o crime, as condições desiguais, a falta de oportunidades, sistema educacional falho, cultura, enfim… Aqui nessa cidade, bandido é bandido porque quer, porque é podre por dentro, porque gosta da prisão, porque veio com defeito de fabricação.

6) Mas independente da causa do crime, vale reler sempre o ponto 3. Sob NENHUMA circunstância o que está acontecendo em Blumenau pode acontecer.

7) Se alguém considera os condenados “menos-que-humanos”, bom, temos um problema bem mais sério aí. E estamos a um passo de voltar à tortura, aos linchamentos, aos enforcamentos em praça pública e – por que não? – aos espetáculos de gladiadores. Porque tudo isso parte do mesmo princípio: o objeto da tortura NÃO é humano. E partindo desse pressuposto, onde chegaremos? Qual é o limite? Quem traça essa linha?

********************

Uma das pessoas falou que não vai fazer como eu e perder seu tempo tendo “peninha” de bandido.

Mas olha, na boa, coitadinhos mesmo. Estão muito mais fudidos do que eu. Não trocaria a minha vida mega-privilegiada, de facebook, internet, bike daóra, carro, gatos por um diazinho dentro de qualquer presídio modelo que fosse. Acho que rola muita vitimização de quem “tá solto” – ai, pobre de mim, tive q instalar um alarme de 2 mil reais na minha casa por causa desses bandidos.
Eu to super bem, fodidos tão eles. Que pelo menos não precisem tomar o próprio mijo!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s