“Moderados” – Direitos das minorias pt. 2

Toda aquela introdução que você viu AQUI foi apenas para dizer que eu não acredito mais em posições moderadas e, consequentemente, todas as consequências que isso traz. Não acredito mais em centro-direita nem em centro-esquerda, nem em nada que simplesmente significa um “em cima do muro”, uma suporta neutralidade que na verdade na verdade mesmo significa a manutenção do maior número possível de privilégios para uma classe dominante, calando a boca de alguma forma da classe oprimida – mas nunca oferecendo o que de fato seria justo ou de direito.

E então eu cheguei numa fase do curso sobre Mulheres e o Movimento pelos Diretos Civis nos Estados Unidos que fala sobre a criação da CIC – Comission for Interracial Cooperation. E então a raivinha tomou conta de mim. Foi uma comissão criada para reduzir a violência racial enquanto aumenta a harmonia racial.

03823

Mas basicamente o que rolou foi o seguinte: para os brancos do sul dos Estados Unidos, a National Association for the Advancement of Colored People era extremista demais. Porque, oras bolas, pregava não só o fim dos linchamentos como também o fim da segregação racial (ônibus separados, banheiros separados entre mil outros constrangimentos que os negros tinham que passar na época – 1900-1920). Então a CIC era contra a violência mas não a favor da igualdade. Eles não se opunham à segregação, os negros ainda seriam tratados como inferiores, mas apoiavam melhores condições de moradia, oportunidades educacionais, mais justiça no sistema judiciário e, claro, apoiavam o fim da violência através de linchamentos que eram bem comuns na época.

Mas veja que interessante. Era uma organização somente para homens. Porque, ao mesmo tempo em que eles eram bonzinhos o suficiente para ser contra a selvageria dos linchamentos, eles não bem acreditavam nos negros como seres humanos “completos”, com status igual ao dos brancos sob nenhuma hipótese. Pois eles queriam que fosse uma organização exclusivamente masculina por não querer que homens negros e mulheres brancas juntos nos mesmos ambientes. Sabe-se que a principal acusação contra os negros e o principal motivo de linchamento justamente era a acusação de estupro de mulheres brancas. Então os negros são aqueles seres extremamente sexualizados, animalescos, incapazes de controlar os próprios instintos. E nada mais perigoso para as mulheres brancas do que estar no mesmo recinto que homens negros!

Nas reuniões da comissão, os negros ainda tinham que sentar em um lugar separado dos brancos, quando havia convenções em outras cidades os membros negros ficavam alojados em lugares separados, negros nunca tinham a palavra etc. E essa era a organização que era considerada moderada na época – e que talvez até por conta disso recebeu um apoio de uma parte maior da população.

Refletindo sobre outros movimentos (o dos direitos dos animais, que já falei aqui) e mais um que ainda vou falar num próximo post, percebo que a linha moderada de praticamente toda a luta de direitos é justamente isso. Permitir o direito desde que não mexa no meu. É uma manutenção do não-reconhecimento de privilégios e simplesmente uma esmola que se dá para não ser tão ruim assim mas ao mesmo tempo não garantindo os direitos que a outra parte tem legitimidade para receber, E eu penso, se ser moderado é isso, eu não quero ser nunca!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s