Como você consegue?

Como você consegue não ter curiosidade para nada? Não ter vontade o suficiente de saber alguma coisa a ponto de digitar no google e descobrir? Como você aguenta não saber tanta coisa relevante e, ainda assim, não dar a menor importância para isso? Cena 1: Aula. Aluno me desafia: quais outros países além da Dinamarca começam…

O peso da idade avançada

Eu sinto o peso da minha idade avançada não nas minhas habilidades físicas nem na minha capacidade de raciocínio, nem nas minhas muitas contas para pagar nem no aumento no meu senso de responsabilidade. Eu sinto o peso da minha idade pela forma que as outras pessoas sentem o peso da minha idade. De repente…

Blumenau, cidade de ciclistas. Só que não.

Hoje mesmo eu estava lendo uma matéria na edição do mês passado da Vida Simples, e encontrei uma entrevista com um cara cujo nome não lembro mas lembro que ele era mega-importante na implementação da bicicleta como meio de transporte em diversas cidades. E algumas coisas me chamaram a atenção, especialmente no que diz respeito…

“Moderados” – Direitos das minorias pt. 2

Toda aquela introdução que você viu AQUI foi apenas para dizer que eu não acredito mais em posições moderadas e, consequentemente, todas as consequências que isso traz. Não acredito mais em centro-direita nem em centro-esquerda, nem em nada que simplesmente significa um “em cima do muro”, uma suporta neutralidade que na verdade na verdade mesmo…

“Moderados” – Direitos das minorias pt. 1

Devido a algumas postagens de Facebook eu não estou conseguindo mais dissociar a luta pelos direitos LBGTT do movimento norte-americana pelos direitos civis. Essa imagem diz tudo para mim, pois justamente nos últimos tempos temos visto diversas manifestações pelos direitos LGBTT através dos beijaços. Um beijaço é uma manifestação que consiste em vários casais não-hetero se…

“Moderados” – Bem-estar animal

Coincidiu essa semana de eu ter tido três oportunidades de pensar sobre os politicamente “moderados”. Colocando de forma BEM simplista, em uma discussão, sempre há dois lados radicais: o que é a favor de 100% de determinadas demandas, e o que é contra 100% delas. E daí entram os moderados, que procuram encontrar um meio…

Dez anos.

Acontece aquela coisa que você em outras circunstâncias jamais aceitaria, jamais toleraria, jamais perdoaria. Mas daí você tá apaixonada, tá enrolada, tá dependente financeira, tá com a autoestima baixa, tá com medo da reação da família, da sociedade, dazamiga, de deus, tá alguma coisa ou todas as coisas juntas e você não dá um basta…

Alunos: vocês são lindos.

Eu preciso falar em público que eu sou uma pessoa super fraca e nada determinada. Que não sou eu quem faço a minha felicidade. Ela depende de outros. Esses outros são meus alunos. Eu passo tipo 12h por dia em sala de aula. Ano passado eu brochei. Não queria mais dar aula, ser professora, nada…

Professores: se dêem ao respeito.

Dentro do movimento feminista a gente vive lutando contra esse conceito de “se dê ao respeito”, uma missão quase impopssível para as mulheres, que invariavelmente, não importa como se vistam ou se portem, acabam sendo ofendidas, humilhadas e agredidas (física ou simbolicamente). Então a gente parte do princípio que o respeito se deve à todas…