Sobre a reprovação.

Eu tenho motivos teóricos bonitos para ser contra a reprovação, mas hoje quero falar apenas sobre as razões PRÁTICAS, dentro do sistema educacional falido que temos atualmente.

O aluno reprovou provavelmente porque não quer saber da escola. Pois os que têm um mínimo de interesse geralmente são passados por Conselho de Classe. Conselho de Classe é aquele momento em que os professores se reúnem para crucificar os alunos, discutem a situação de um por um e decidem se dão uns pontos a mais para ele passar ou não. É também o momento em que o professor de inglês é MAIS inútil, pois afinal de contas não se reprova em inglês, então a gente só vai lá como figurante, sem poder de decisão algum sobre qualquer coisa que seja. É basicamente a reunião mais chata do mundo, sempre a mesma coisa, os mesmos adjetivos, as mesmas queixas sobre os mesmos alunos. Ninguém discute o que fazer, ninguém sugere o que fazer, todos apenas lamentando que a juventude está perdida, e a família está falida e o Fulano não tem jeito.
Então, voltando ao Fulano que reprovou por estar cagando e andando pra escola.
Você acha mesmo, MESMO, que essa criança vai aprender nesse ano a mais na mesma série? Newsflash: NÃO VAI!!! Essa repetência não só NÃO vai suprir a defasagem dele como ele ainda vai puxar todos os alunos para trás. Pois se tem uma coisa que eu aprendi em treinamentos para lecionar inglês é o seguinte: nunca coloque em duplas um aluno muito bom com um aluno muito ruim. É ingenuidade achar que o bom vai ensinar alguma coisa para o ruim. É o contrário, o ruim puxa obom para trás. E eu precisei repetir muitas vezes esse erro até descobrir que, realmente, um aluno que tem muita dificuldade puxa toda a sala para trás. Te juro, nem precisa testar.
E eu vejo isso nitidamente nas minhas turmas na escola estadual. Os repetentes puxam a sala toda para trás. Com bagunça mesmo. Eles estão putos por estarem ali, estão com vergonha por serem os mais velhos, como alguém pode achar que isso vai ajudar alguém a aprender?
Tem um pequeno probleminha com os adolescentes: eles não conseguem pensar a longo prazo. É assim mesmo, comprovado. Então, não adianta falar pra um teen incorrigível: Zequinha, você precisa aprender inglês, pq hj em dia o mercado de trabalho EXIGE que se saiba uma segunda língua. Ele não consegue, mesmo. Ele não tá nem aí pro tal do mercado de trabalho. É tão longe da realidade dele! E os professores insistem em usar esse argumento – até eu, que não tenho nadinha de perfeita. Mas não adianta.
Uma pesquisa realizada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) concluiu que, a longo prazo, os alunos aprovados aprendem mais do que aqueles que foram reprovados. Em outras palavras, refazer um ano escolar não é garantia de aprendizado adequado.
Eu acho que a pior parte da reprovação é a humilhação e o dano na auto-estima da criança. Considero esse o principal fator de eles simplesmente não aprenderem nada no ano repetido. E isso deixa eles com raiva. E acaba reforçando a vontade deles de expressar que não estão nem aí mesmo. Sabe como é, eu reprovei quase de propósito, pq eu não to nem aí pra isso tudo! Até eu faria isso, acho – pq sou orgulhosinha pra xuxu. Porque fazer de conta que está tudo bem, que era isso mesmo que eu queria (reprovar) ou que eu simplesmente não me importo é BEM melhor do que demonstrar que eu tentei e falhei – que eu sou um fracassado e incompetente.
Como a possibilidade de se criar uma turma especial para reprovados, onde eles não precisam passar essa imagem de indiferente para ninguém, é totalmente fora de cogitação, acho que simplesmente não se deveria reprovar e pronto. E o pior é que isso funcionaria melhor!!! Quer ver?
Levantamento realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em 2007 mostra que países que baniram a repetência – como Noruega e Suécia – se encontram em situação melhor nos rankings internacionais de educação do que aqueles que a permitem.
Alguns dizem que isso tiraria totalmente a motivação dos alunos para estudar de uma vez, pois aqueles que estudam mais para ser aprovados simplesmente deixariam de estudar. Mas eu AINDA acho que no final das contas, fazendo a média, o resultado seria melhor, porque uma aula com 3 ou 4 alunos reprovados em sala é quase impossível de ser produtiva. Verdade.
Tirei os dados daqui.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s